Durante este mês, decorre em Braga a música no outono a par dos encontros da imagem. O ciclo de concertos abriu na sexta-feira com o pianista Pedro Burmester num concerto de entrada livre no salão medieval da UMinho.
Durante duas horas Pedro Burmester, além de pianista, foi também um maestro de sensações e memórias. Os sons que nasciam do piano tiveram algo de montanha russa: num segundo, coisas doces e boas; duas notas depois, angústias e desesperos. Uma autêntica massagem à alma disfarçada de cultura.

One string to “Pedro Burmester”

  1. paulo maia says

    sem duvida, foi renovador para a alma o dito recital…
    quem nao viu (ouviu) perdeu uma grande interpretaçao de chopin e schuman…