Ao longo dos anos, fui-me habituando à escala simplificada dos meus pais para os meus resultados académicos: qualquer que fosse a nota que eu tivesse, era reduzida a uma escala de apenas dois valores: passar ou chumbar. Eventualmente fui arranjando outras motivações para estudar ou estudar mais. Para o que eu não estava preparado era para uma mutação da escala para um: “Graças a deus!“. É que agora nem o mérito tenho.

Comments are closed.